Florença exclusiva, lugares normalmente inacessíveis ao público

Uma visita guiada que nos levará a descobrir alguns lugares de Florença inacessíveis ao grande público; locais históricos, que nos contarão uma parte da história desconhecida, jardins monumentais mas ao mesmo tempo privados porque ainda hoje pertencem às famílias de origem; Palácios de grande valor histórico e artístico que serão abertos exclusivamente para uma visita aos cômodos privados e às preciosas coleções de família; Edifícios medievais atualmente cuidados por famílias florentinas que cuidam da sua conservação para salvaguardar a sua história privada e a sua atmosfera. O Teatro histórico de Florença, um dos mais antigos e ricos da Itália, fundado pela família Médici no século XVII, abrirá as suas portas e os seus bastidores para visitas exclusivas.

Todos os lugares poderão ser admirados graças a uma visita guiada exclusiva, realizada sob medida para vocês. Através desse percurso será possível descobrir um lado pouco conhecido de Florença, porque ainda protegido pelas famílias de origem, mas que poderá ser revelado graças a essa visita guiada particular. Um percurso exclusivo que pela sua peculiaridade será construído em conjunto, também em função do período e da disponibilidade de acesso ao local escolhido. Uma visita guiada que dará a possibilidade de mergulhar  em outra dimensão, uma visita íntima e sem dúvida peculiar adequada aos apaixonados pela história e às pessoas interessadas em conhecer locais sugestivos e repletos de história e sobretudo que ainda hoje conservam o seu lado íntimo. Conhecer Florença de um ponto de vista exclusivo que mostre não só a sua antiga história mas também o encanto de vê-la transportada aos nossos dias, com requinte e elegância. Uma Florença que saberá surpreendê-los e encantá-los, deixando uma lembrança inapagável.

Dois colecionadores em Florença:  Visita guiada ao Museu Horne e ao Museu Bardini

Uma visita guiada dedicada ao Museu Horne e ao Museu Bardini, dois museus que lembram dois grandes personagens que viveram em Florença entre o fim do século XIX e início do século XX e que decidiram criar dois museus em nome do amor pela história da cidade e pela arte, criando ambientes únicos. Durante a visita guiada ao Museu Horne e ao Museu Bardini, conheceremos juntos dois Museus de atmosfera familiar, íntima, de ambiente acolhedor que fazem desses dois museus lugares extraordinários. Conheceremos as preciosas coleções e sobretudo falaremos desses dois ecléticos personagens que dedicaram a própria vida a colecionar objetos tanto preciosos como de uso quotidiano para recriar e reviver o passado. O ponto em comum desses dois museus é portanto a paixão pelo colecionismo, pela história da arte e pela cidade de Florença. 

Visita Guiada ao Museu Horne

Iniciaremos a visita guiada ao Museu Horne com uma introdução à história do seu fundador, Herbert Percy Horne e à criação do Museu que o empenhou até a sua morte. Uma vez que nos encontraremos no sugestivo pátio que ressalta a beleza do palácio, poderemos admirar a placa comemorativa dedicada a Herbert Percy Horne que graças à sua grande paixão pelo Renascimento italiano, adquiriu o Palácio Corsi, hoje sede do Museu, para realizar o seu sonho: recriar o protótipo de uma casa renascentista de uma família burguesa florentina. A visita guiada ao Museu Horne nos fará reviver um tempo que não existe mais, seremos imersos numa atmosfera única, onde poderemos conhecer inclusive os hábitos e costumes daquele tempo graças aos numerosos objetos que Horne adquiriu para recriar o ambiente típico renascentista e apreciar a arquitetura do Palácio, projetada com o objetivo de mostrar como se vivia em Florença no período renascentista. Durante a visita guiada ao Museu Horne, além dos esplêndidos ambientes recriados de forma minuciosa, admiraremos a coleção de obras de arte adquiridas pelo próprio Horne para enriquecer o Museu e fazer dele um Museu único no seu gênero. A visita guiada ao Museu Horne é na realidade uma viagem cativante ao nosso passado, tanto para os adultos quanto para as crianças.

Visita Guiada ao Museu Bardini

A visita guiada ao Museu Bardini tem início do exterior, de onde admiraremos a antiga Praça dos Mozzi para conhecer a histórica entrada do Museu e falar do seu fundador, Stefano Bardini, que adquiriu vários palácios antes de poder realizar o seu ateliê: um imponente edifício de estilo eclético construído com materiais de diversos tipos e de épocas diversas no famoso “estilo Bardini”. A visita guiada ao Museu Bardini continuará no interior do palácio, onde seremos imersos em uma atmosfera peculiar, cada sala foi projetada no típico estilo Bardini, ou seja, uma sala expositiva que o próprio Bardini utilizava para expor e vender suas obras de arte. Stefano Bardini era não só um colecionador mas um antiquário e é por isso que o Museu Bardini é tão extraordinariamente cativante. Para vender seus objetos, ele se empenhava em saber mostrá-los para que fossem devidamente apreciados, criando assim um azul especial para as paredes que exaltam tanto o ouro das molduras quanto o branco do mármore. A visita guiada ao Museu Bardini nos levará a conhecer esse personagem de muitos talentos e de espírito pioneiro que transformou a arte de colecionar em algo comercializável e que quis que após a sua morte a cidade de Florença se comprometesse em manter a sua herança criando um Museu dedicado a ele. A visita guiada ao Museu Bardini os levará a conhecer uma verdadeira pérola deixando-os fascinados e surpresos sobretudo pela variedade de objetos e obras de arte de diversas épocas e tipos: das coleções de armas e armaduras aos tecidos, das tapeçarias aos quadros e às traves de antigas igrejas, tudo exposto com requinte e elegância.

Introdução à Visita Guiada ao Convento de São Marco

A Visita Guiada ao Convento de São Marco tem início no seu exterior, na sua grande praça, onde falaremos das várias transformações pelas quais o convento e o bairro passaram nos vários séculos. Faremos uma breve introdução para entender a importância desse lugar no tecido social de Florença e falaremos ainda da forte relação que existe entre o Convento e a Família Médici. Durante a visita guiada ao Convento de São Marco veremos a nova sala dedicada ao pintor quatrocentista “Beato Angelico”, o pintor da luz divina, para em seguida visitar a parte superior do convento, com as celas privadas dos monges, entre as quais a famosa capela que pertenceu a Girolamo Savonarola e a esplêndida Biblioteca que Cosme dos Médici (Cosme o Velho) fez construir para guardar inúmeros exemplares antigos e que fizeram dela a primeira biblioteca “pública'' do Renascimento.

Visita Guiada ao Claustro e à Sala do Beato Angelico

A visita guiada ao Convento de São Marco nos levará ao interior do edifício, onde admiraremos a sua arquitetura e sobretudo a sugestiva atmosfera que reina ainda hoje nesse lugar encantador.  O claustro nos dará ocasião de fazer uma introdução sobre a história dos Frades Dominicanos e do laço estreito que os unia à população florentina durante a Idade Média e o Renascimento graças  inclusive à amizade com Cosme dos Médici (Cosme o Velho). Em seguida entraremos na sala dedicada ao frade pintor, o célebre Beato Angelico para admirar muitas das suas obras que foram valorizadas por uma nova e cativante decoração. Seguiremos em direção à parte reservada à sala do Capítulo e aos espaços adjacentes que nos levarão depois à sala do Cenáculo, uma das grandes obras-primas feita para os monges dominicanos pelo pintor florentino Domenico Ghirlandaio no século XV.

Visita Guiada às celas privadas e à Biblioteca de São Marco

A visita guiada ao  Convento de São Marco prossegue no segundo andar, onde poderemos admirar as celas dos monges com afrescos do próprio Beato Angelico, considerado um dos maiores pintores do primeiro Renascimento e que viveu no convento entre 1438 e 1445. A visita guiada será uma ocasião para conhecer e admirar a parte privada do Convento de São Marco, passeando pelos corredores visitaremos a cela criada especialmente para Cosme o Velho e sobretudo a Biblioteca , obra arquitetônica de Michelozzo, construída também a pedido de Cosme e onde, no tempo do Humanismo de Lourenço o Magnífico se encontravam personagens como Marsilio Ficino e Pico della Mirandola. Terminaremos a visita guiada ao Convento de São Marco apresentando o último corredor onde encontraremos a cela de um outro personagem célebre e ainda hoje muito polêmico, o frade dominicano Girolamo Savonarola.

Percurso de Visita Guiada ao “Museo del Bargello” e à “Galleria dell’Accademia”

A visita guiada ao “Museo del Bargello” e à “Galleria dell’Accademia” é dedicada a conhecer as obras de Michelangelo no seu período florentino, as esculturas que vão do jovem artista até o Davi, terminando com Os Prisioneiros. Uma visita guiada ao “Museo del Bargello” e à “Galleria dell’Accademia” dedicada à escultura de Michelangelo durante a sua permanência em Florença, à sua história pessoal e ao seu inconfundível estilo que se modificará ao longo dos anos. Proponho visitar o “Museo del Bargello” pela sua seção michelangiolesca e terminar a visita guiada à “Galleria dell’Accademia” para conhecer juntos o período florentino mais célebre do artista, durante o qual ele fará o maravilhoso Davi e os enigmáticos Prisioneiros.

Visita guiada à “Galleria dell’Accademia”

A visita guiada à “Galleria dell’Accademia” é dedicada às maravilhosas esculturas de Michelangelo e em particular à sua obra-prima, o famoso Davi, mas enfatizaremos a sua história biográfica, para entender não só o artista mas o homem. A “Galleria dell’Accademia” é um dos poucos museus no mundo, onde é possível admirar plenamente o percurso artístico de Michelangelo, da sua fase mais juvenil à mais madura. A visita guiada à “Galleria dell’Accademia” revelará um percurso de estilo além da expressão mais profunda que o artista matura com o passar dos anos e que tem início com o alcançar da perfeição representada pelo seu Davi e concluída com a sua fase mais madura dos Prisioneiros, símbolo da particular técnica definida como “Não concluído”. Durante a visita guiada à “Galleria dell’Accademia” poderemos portanto não só admirar o Davi de Michelangelo, os seus “Prisioneiros” mas também o sugestivo São Mateus.

Visita guiada ao “Museo del Bargello”

Uma visita guiada ao “Museo del Bargello”, museu dedicado à escultura renascentista para apreciar as obras-primas presentes no seu interior, em primeiro lugar as obras de um jovem Michelangelo. A visita guiada ao “Museo del Bargello” é dedicada principalmente à descoberta da seção localizada no andar térreo onde foram colocadas as grandes estátuas dos artistas florentinos do século XVI; a seção conserva muitas obras de arte realizadas no período medíceo e não só, a visita guiada ao “Museo del Bargello” chamará a atenção do visitante para as obras do jovem Michelangelo, autor tanto do Baco, esplêndida escultura da qual poderemos admirar todos os detalhes graças à sua posição semi central, que do Tondo Pitti, obra peculiar que Michelangelo realiza para a potente família florentina e que nos dará ocasião de falar novamente do estilo “Não concluído” do artista. Poderemos ainda admirar um busto marmóreo do mesmo Michelangelo de história controversa porém, identificado pelos críticos como “Bruto” e terminaremos a visita guiada ao “Museo del Bargello” com a sinuosa composição de Michelangelo do Davi-Apolo, estátua cujo objeto de representação não é ainda hoje bem definido.

Uma visita guiada dedicada à história da Família Médici em  particular às suas moradias históricas: Palácio Vecchio e Palácio Pitti

Visita Guiada ao Museu do Palácio Vecchio

A visita guiada ao Museu do Palácio Vecchio é adequada aos viajantes adultos que queiram aprofundar a história da Família Médici e conhecer melhor o período histórico-artístico do Renascimento florentino mas é igualmente adequada às famílias com filhos visto o lugar, que é especialmente fascinante e atraente. A visita guiada ao Museu do Palácio Vecchio iniciará do exterior do Palácio, falaremos das esplêndidas estátuas da Praça da Signoria, símbolo indiscutível do Renascimento florentino e ao mesmo tempo faremos uma introdução sobre a figura de Cosme I dos Médici, admirando juntos a monumental estátua equestre realizada por Giambologna no século XVI. A visita guiada ao Museu do Palácio Vecchio nos levará em seguida a conhecer o interior da residência medícea, hoje sede do “comune” (espécie de prefeitura) de Florença. Durante a visita guiada ao Museu do Palácio Vecchio falaremos do segundo ramo da Família Médici, o ramo que tomou o poder absoluto da cidade de Florença no século XVI. O palácio tem na verdade duas almas, a civil que o viu nascer e a de esfera privada, estabelecida sucessivamente por ordem do Duque Cosme I dos Médici que o escolheu como sua residência particular e sede do seu governo. Poderemos então conhecer não só os ambientes de representação do governo medíceo mas visitaremos também os apartamentos privados da família Médici. Falaremos de política, arte e história, tudo num mesmo lugar construído no século XIV como sede do governo guelfo, transformando-se em seguida também em sede do governo dos “Priori” até ser no período medíceo a luxuosa residência da família.

Visita Guiada ao Palácio Pitti

Uma visita guiada ao Palácio Pitti, dedicada à imponente residência privada da Família Médici, além de um dos museus mais importantes da cidade de Florença. Poderemos escolher inclusive visitar somente o Palácio Pitti, residência medícea e dos Lorena e que durante o período de Florença Capital passou a ser também sede do Palácio Real ou terminar a visita guiada no monumental Jardim de Boboli, histórico jardim e o primeiro realizado pela Família Médici seguindo o estilo “à italiana”. No interior do Palácio Pitti encontraremos muitos museus entre os quais a famosa Galeria Palatina decorada por esplêndidos afrescos e preciosos rebocos que fazem dela uma galeria única no seu gênero graças também à prestigiosa coleção de quadros inestimáveis, pertencentes à Família Médici e à Família Lorena, poderemos ainda visitar a Galeria Moderna, onde poderemos admirar inclusive inúmeros quadros dos Macchiaioli. Palácio Pitti conserva ainda os apartamentos privados e de representação da família Savoia, o palácio possui portanto um importantíssimo testemunho tanto da história de Florença quanto do nosso país.